logo

Piauí é um estados do Brasil com maior crescimento no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB)

Piauí é um estados do Brasil com maior crescimento no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB)

O estudo avalia a qualidade da educação básica, desde a educação infantil até ensino médio.

Os números do Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB), divulgados na manhã desta quarta-feira (20), apontam que o Piauí teve um crescimento expressivo na área da educação, com avanço significativo ao longo da série histórica, que cobre os anos de 2015 a 2021. O estudo, que avalia a qualidade da educação básica, da educação infantil ao ensino médio, foi elaborado pela Comunidade Educativa Cedac, com base em dados oficiais tabulados pela consultoria Metas Sociais.

O Piauí saltou de 3,9 em 2015 para 4,8 em 2021, segundo dados publicados no portal do IOEB (ioeb.org.br). O índice do estado cresceu a cada ano da avaliação, saindo de 3,9 em 2015 para 4,2, em 2017; 4,6, em 2019 e, em 2021, alcançou a média 4,8.

O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, atribui o desempenho do Piauí aos investimentos que o Governo do Estado vem realizando na educação desde 2015. “Na semana do Dia do Piauí nós comemoramos mais um resultado importante para a nossa educação. De acordo com o estudo divulgado pela Cedac, o Piauí foi um dos três estados com maior crescimento de IOEB de 2017 a 2021. Se considerarmos a série desde 2015, tivemos um crescimento de 23%, acima de estados como São Paulo, que teve um crescimento de 11%. Um resultado que comprova que, mesmo durante a pandemia, avançamos em qualidade educacional. Isso é fruto de um grande investimento na educação. De um lado em infraestrutura, do outro na formação de professores e no avanço da qualidade de ensino dos estudantes da rede estadual de educação e, sobretudo, o avanço da qualidade de ensino também das redes municipais”, enfatizou.

Para o governador Wellington Dias, esse destaque se deve ao compromisso de todos que fazem a Educação piauiense. “O Piauí entrou no século XXI como um dos mais atrasados em educação do Brasil. Nosso IDH era 0,3, que significa baixo desenvolvimento e nós estamos agora em uma fase de alto desenvolvimento na educação. Isso significa a garantia de uma expansão da rede com Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Técnico, além de alfabetização para jovens e adultos e a presença da Educação Superior. O IOEB mede a oportunidade de educação mais próximo de onde as pessoas vivem e é nisso que o Piauí se destaca. O Nordeste se destaca e dentro da região, o Piauí é destaque e é por esta razão que eu parabenizo a toda equipe da Educação, que mostra que o caminho que traçamos está correto, na direção certa e vamos seguir crescendo com qualidade e expansão na educação no nosso Piauí”, afirma Wellington.

O IOEB é formado a partir da relação de dois grupos: insumos educacionais, ou seja, fatores essenciais para um bom resultado educacional e resultados educacionais, sejam eles de atendimento, de aprendizado ou de aproveitamento escolar.

Ellen Gera ressalta que o avanço é resultado da política adotada pelo Governo do Estado de trabalhar programas educacionais em regime de colaboração com os municípios. “O governador Wellington Dias, dentro de sua política de governo, tem como meta elevar a escolaridade dos piauienses. Dentro dessa proposta, a Seduc trabalha com programas e projetos para garantir o acesso e aprendizagem dos estudantes piauienses, independentemente da rede que ele está matriculado. Em parceria com a Undime, elaboramos o currículo do Ensino Fundamental, estamos trabalhando a formação de professores, ampliamos a aplicação do nosso Sistema de Avaliação (Saepi) para os alunos da rede municipal, temos o transporte escolar realizado direto com as prefeituras e, durante a pandemia, estreitamos ainda mais essa relação abrindo nossa plataforma de aulas on-line e passamos a transmitir aulas do Ensino Fundamental, por meio do Canal Educação, e pactuamos com 223 municípios a implementação do PRO Alfabetização na Idade Certa, que vai garantir assessoria técnico-pedagógica, material didático e premiação para escolas que atingirem as metas do Ideb”, detalhou o Secretário.

Segundo o secretário, além dos programas que garantem a aprendizagem desde os anos iniciais da educação básica, o Estado trabalha com a expansão das escolas de tempo integral, modernização dos ambientes escolares, acompanhamento das rotinas pedagógicas nas escolas e investimentos em formação continuada, entre outras ações.

“Trabalhamos com ações específicas como Pacto pela Aprendizagem, Circuito de Gestão Jovem de Futuro e o Mais Aprendizagem, que tem dentro do seu pacote de trabalho a aceleração de aprendizagem em Português e Matemática, além de formações para os professores da rede se manterem sempre atualizados. Para o nosso estudante da 3ª série do Ensino Médio, temos o Pré-Enem Seduc, que reforça preparação para vestibular com revisões aos domingos e outras ações. Além disso, precisamos destacar o valoroso trabalho das escolas na busca de uma educação de cada vez mais qualidade e com foco contínuo na aprendizagem do estudante. O resultado que comemoramos hoje é fruto de um trabalho coletivo”, diz.

SOBRE IOEB

O IOEB (Índice de Oportunidades da Educação Brasileira) indica as oportunidades educacionais oferecidas para todas as crianças e jovens em um município ou estado. Inclui tanto informações referentes à qualidade da oferta para alunos que frequentam as escolas, de todas as redes, como também informações referentes aquelas crianças e jovens que não frequentam a escola. Possibilita uma visão integral do território, incorporando aspectos de domínio cognitivo individual, mas também aspectos sistêmicos, que podem contribuir para o fortalecimento do regime colaborativo no país.

O IOEB é formado a partir da relação de dois grupos: insumos educacionais, ou seja, fatores essenciais para um bom resultado educacional e resultados educacionais, sejam eles de atendimento, de aprendizado ou de aproveitamento escolar.

Fonte: Seduc

Compartilhar:




Comentários:

Colunistas