logo

Piauí Fomento libera novos créditos a empreendedores informais

Piauí Fomento libera novos créditos a empreendedores informais

Ao final, os empreendedores tiveram seus empréstimos liberados em valores de R$ 3 mil a R$ 5 mil pelo Microcrédito Produtivo

“A partir de agora, eu vou poder ofertar outros produtos e, assim, atrair mais clientes para o meu salão de beleza”. A expectativa vem da cabeleireira Anatalícia Gomes de Sousa, 35 anos, uma dos quatro empreendedores do ramo informal, que tiveram seus créditos liberados, nesta quarta-feira (18), pela Piauí Fomento, instituição financeira do Governo do Piauí.
Além dos créditos liberados, o grupo de jovens empreendedores, que acaba de entrar no mercado competitivo do comércio, recebeu um treinamento com o objetivo de gerenciar melhor os negócios. Todos do ramo informal, pela primeira vez, tiveram uma aula sobre educação financeira. “Essa etapa metodológica faz parte do processo de liberação dos investimentos aos clientes beneficiados pela agência”, justificou o presidente da Piauí Fomento, Luis Carlos Everton de Farias.

Ao final, os empreendedores tiveram seus empréstimos liberados em valores de três a cinco mil reais pelo Microcrédito Produtivo, uma linha de crédito com a finalidade de financiar capital de giro a empreendedor individual e pessoa física informal em diversas áreas de atuação do mercado. Com carência de três meses, eles ainda vão poder pagar em 12 parcelas, ou seja, vão começar a pagar só em março de 2021.

A jovem Isabel Cristina de Lima, de 23 anos, acaba de abrir o seu próprio negócio, uma doceria. Formada em Enfermagem, mas sem atuar na profissão, Isabel teve que contar com seus dotes culinários para enfrentar a crise financeira, agravada pela pandemia. Trufas, dindins e o pudim de leite são preparados em sua casa mesmo, no bairro Uruguai, em Teresina. “Essa é uma oportunidade de ter um estoque e poder aumentar a minha produção”, afirma Isabel.
“Fico feliz em ver pessoas tão jovens batalhando pelos seus próprios negócios”. Afirmou a vice-governadora Regina Sousa, que fez questão participar do treinamento. “Acredito e, por isso, incentivo o empreendedorismo”, finalizou.

FONTE: SECOM PI

Compartilhar:




Comentários:

Colunistas