logo

Turismo de eventos movimento economia ao atrair mais de 9 mil visitantes para Alagoas até dezembro.

Turismo de eventos movimento economia ao atrair mais de 9 mil visitantes para Alagoas até dezembro.

Realização de feiras, congressos e competições esportivas marcam calendário local; Sedetur estima que gasto médio de cada turista gire em torno de R$ 1 mil por dia

Com o avanço gradual na vacinação contra a Covid-19 e as flexibilizações nas realizações de eventos, Alagoas vai receber até o final do ano mais de 9 mil turistas de eventos que vão participar de congressos, feiras, simpósios e competições esportivas. A estimativa é que o ticket médio destes turistas gire em torno de R$ 1 mil em gastos por dia, valor que é superior aos gastos do turista de lazer.

O primeiro evento de negócios em Alagoas, que abre a temporada após o longo período de paralisação provocado pela Covid-19, é a Conferência de Futebol do Nordeste (Confut), evento patrocinado pelo Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) e que acontece de 28 a 30 outubro em Maceió, reunindo ex-atletas, investidores e diretores esportivos de futebol do país.

Já em novembro, a capital alagoana será sede do 57º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, que acontece nos dias 03 a 06 de novembro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso. O evento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica vai receber mais de 1.500 participantes.

O estado recebe ainda dois outros eventos nos últimos dois meses do ano. Um deles será o XIII Congresso Brasileiro de Doenças Cerebrovasculares e II Jornada Alagoana de Neurologia, realizado simultaneamente entre os dias 11 e 14 de novembro. Já entre 02 e 04 de dezembro, Alagoas sedia, também no centro Centro de Convenções, o VIII Congresso Nacional de Educação (Conedu), com estimativa de até três mil pessoas.

Já o último encontro do ano fica a cargo do Ironman Brasil, o maior evento de triathlon da América Latina. A competição, que acontece no dia 5 de novembro, na Praça Multieventos, localizada na Praia da Pajuçara, em Maceió, vai reunir mais de quatro mil participantes.

De acordo com secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Marcius Beltrão, a retomada dos eventos em Alagoas vai refletir de forma positiva nos números da economia, na geração de emprego e renda.

“O turismo de eventos é extremamente importante porque ele faz a captação de um público que normalmente tende a injetar mais dinheiro na economia. Pois, trata-se do turista que está em viagem de negócio e na ocasião acaba inserindo no roteiro atividades de lazer. Isso sem contar que muitos acabam trazendo companheiros e familiares que passam a circular e a consumir na cidade, movimentando diversos setores da economia”, expôs o secretário.

Retomada Segura

O Governo de Alagoas autorizou a realização de eventos sociais, corporativos e celebrações com vendas de ingressos a partir do dia 1º de outubro, em locais abertos e fechados, com 50% da capacidade do local, público com vacinação comprovada ou teste negativo para Covid-19, e seguindo os protocolos sanitários. O uso da máscara nos eventos segue sendo obrigatório.

Em novembro, os eventos pagos poderão ser realizados com até 80% da capacidade do local e em dezembro com 100%, mediante vistoria do Corpo de Bombeiros. O acesso só será permitido para pessoas que tenham recebido a 1ª e a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 ou que apresentem o teste antígeno ou RT-PCR negativo realizado com 72 horas de antecedência do evento junto a um documento de identificação com foto.

FOTO: Kaio Fragoso/Arquivo

FONTE: SECOM AL / TEXTO: William Makaisy

Compartilhar:




Comentários:

Colunistas